FELIZ DIWALI

A deusa Sri, é também conhecida pelo nome de Lakshmi. Ela é uma as mais populares, com um volume mitológico considerável, é adorada por todas as castas em toda a Índia, até os dias de hoje. Ela simboliza a esposa ideal quando associada a Vishnu, mas, mais do que isto ela está sempre associada à prosperidade, fartura, abundância, bem estar, poder real, e magnificência. Segundo o Vishnu Purana, ela nasce de um oceano de leite, daí seu nome: Lakshimi, derivado de Laka.

Ela é representada como uma mulher belíssima, refulgente, irradiante, dourada, às vezes sentada, outras vezes em pé sobre uma flor de lótus, seu símbolo, e por isso também é chamada de Padma. Apesar de ostentar quatro braços, como ideal de beleza feminina, ela às vezes é representada com dois braços.

DIWALI O Culto a Sri-Lakshmi.

Sri-Lakshimi é hoje em dia uma das divindades mais populares e altamente venerada de todo o panteão hindu. Sri é invocada para trazer fama e prosperidade, ela é vista como generosa e aquela que concede abundância. E sinal de gratidão retribui ao devoto sua devoção com ouro, gado, cavalos, e alimentos. A ela é pedido que expulse ALAKSHMI, a desgraça, que aparece em situações de necessidade breza, fome, e sede. Nas aldeias ela ainda é venerada como uma deusa da fertilidade agrícola ( Nilamata-purana)

O festival mais importante atualmente em homenagem à Lakshmi é o Diwali, que acontece no final do outono, na lua nova (este ano comemorado em 07 de novembro). É tão ligado à prosperidade, que homens de negócios a veneram em seus livros de contabilidade, e os agricultores oferecem cabritos e caneiros em sacrifícios nesta festa para que ela traga a boa sorte e a prosperidade no ano vindouro, vem junto com uma ideia bem definida de final de ano. Nesta ocasião, acredita-se que os fantasmas dos mortos voltam. Diz-se que Bali, o rei dos demônios, emerge das profundezas do mundo subterrâneo para reinar por três dias, demônios e espíritos maliciosos pairam às soltas, ordenando a jogatina, apostas, e gastos descontrolados. Durante o festival, Lakshmi é invocada para afastar os efeitos maléficos da volta destes espíritos, habitantes do reino demoníaco.

Acredita-se que Alakshmi, a entidade feminina da má sorte é afastada pelas luzes, que são acesas em profusão, e também é feito muito barulho com panelas e fogos de artifício.

Deixe uma resposta

Rua Coelho Barradas, 117 V.Prudente - São Paulo - SP - CEP:03139-050 - Fone:(11) 3666-7917 Frontier Theme