Upavistha Konasana – Postura Sentada do Ângulo

Upavistha KonasanaNa Upavistha Konasana, as pernas ficam firmes no chão, a mente tranquila, e a coluna vertebral relaxada. Ademais, nesse estado, podemos ficar atentos aos planos sutís de consciência, que normalmente nos são inacessíveis.

Upavistha Konasana e os Koshas

Na filosofia yogue tradicional, a alma humana está envolvida em 5 “Koshas“ ou camadas de revestimento de corpos interpenetrantes, cada um mais sutil que o antecedente. Através da prática do asana, podemos despertar e refinar cada um desses corpos.

Quando começamos a praticar, nós focalizamos quase que exclusivamente nos nossos corpos físicos, desenvolvendo flexibilidade, força e atenção sensorial. No entanto, à medida que nossa sensibilidade aumenta, começamos a tomar conhecimento de outras dimensões de nosso ser.

Anamaya Kosha

O primeiro revestimento que os sábios descreveram é o “Anamaya Kosha” (literalmente a camada de alimento), ou melhor, o corpo físico, que é composto de matéria tangível e é destruído pela morte.

Pranamaya Kosha

O Pranamaya Kosha, ou camada da respiração, é composto de energias sutis que controlam as funções fisiológicas do corpo físico, incluindo os sistemas respiratório, excretor, digestivo, endócrino e reprodutor.

É importante mencionar que a respiração é o elo entre o corpo físico e o corpo de energia, e libertando a respiração através da prática do ãsana, despertamos para esse elo. Em conclusão, a prática do Prãnãyãma (controle da respiração) leva ao refinamento e eventual controle do Pranamaya Kosha.

Manomaya Kosha

O Manomaya Kosha, ou camada dos sentidos, assimila e coordena informações recebidas dos órgãos dos sentidos para criar uma representação coerente da realidade, além de organizar as ações inconscientes em resposta às informações recebidas (muitas de nossas ações são habituais, respostas condicionadas ao estímulo familiar).

Inegavelmente, através da prática do Ãsana, experienciamos sensações sutis, não familiares; enfocar nossa atenção nessas sensações ajuda a despertar o manomaya kosha.

Vijnanamaya Kosha

O Vijnanamaya Kosha, ou camada da inteligência, governa os mais altos processos de racionalização e julgamento. Em outras palavras, esta é a camada da consciência, onde as decisões são tomadas e as ações iniciadas a partir de um estado vivo incondicional de sintonização com o momento presente. Analogamente, na prática do ãsana tomamos decisões conscientes sobre onde colocar os ossos, como movimentar os músculos, e para onde dirigir a respiração.

Anandamaya Kosha

O Anandamaya Kosha, ou camada da benção, é a mais sutil das manifestações de consciência. De acordo com os antigos yoguis, minúsculas centelhas filtrando-se desse plano para nossa consciência normal nos dão sentimentos de prazer e bem-estar, que são triviais quando comparamo-os ao despertar da consciência desse nível. Os mais altos níveis de samadhi nos permitem refinar e dominar o Anandamaya Kosha.

Upavistha KonasanaOs Koshas na Upavistha Konasana

Na Upavistha Konasana, temos uma oportunidade de despertar os planos mais sutis de consciência e provar o gosto do êxtase divino. Naturalmente, devemos começar com Anamaya Kosha, o corpo físico. Os ossos, a concentração mais densa da matéria o corpo, são o cerne desse kosha e provêm uma forma interior de suporte e estabilidade. Quando nos atentamos a esse cerne, ficamos firmes e fisicamente estáveis. No entanto, hoje em dia, a maioria dos humanos não centram sua atenção em seus ossos. Ao invés, tentamos conseguir a estabilidade física, contraindo os músculos, ou desmoronando os músculos e retraindo os ligamentos, cartilagens e tendões.

Além disso, os músculos do esqueleto desempenham um papel maior na circulação. Se são muito duros ou muito macios, perturbam o processo circulatório. Isso por sua vez, perturba a respiração ( os sistemas respiratório, circulatório e muscular são interligados), o que agita a mente. Quando a mente se agita, os corpos mais sutis não podem acordar. Portanto, precisamos começar por colocar nossa atenção nos ossos, assim liberando a circulação e respiração e acordando o Pranamaya Kosha. Então podemos começar a nos experienciar como que movimentando energia, mais do que, como um corpo estático.

Upavistha Konasana – Passo-a-PassoUpavistha Konasana

Primeiramente, sente-se no chão com as pernas estendidas e separe-as para formar um ângulo de 120º.

Então, encontre os ossos de suas pernas e firme-os no chão. Deixe a pélvis perpendicular ao chão, com o peso distribuído e equilibrado entre as partes da frente e de trás e também sobre os ísquios direito e esquerdo.

A seguir, recrie a Tadasana no tronco, alongando a coluna vertebral anterior para cima do chão em direção as clavículas e firmando a parte de trás do corpo para baixo, a partir do alto das costelas, ao longo dos músculos eretores da coluna, através dos glúteos, na parte posterior do fêmur. Para estudantes com virilhas restritas, essa ação vai requisitar a inclinação do tronco para trás com o apoio das mãos e dos ísquios.

Conscientização

Nessa posição sentada, preste atenção nos ossos e visualize a respiração movendo-se dos ossos para a pele e de volta aos ossos, especialmente através das coxas e da região pélvica. Isso irá permitir que a energia do corpo acorde.

Uma passagem primária entre o corpo físico e a energia do corpo está nas virilhas. Nesse ponto, confusão e congestionamento podem obstruir os canais e impedir uma atenção mais profunda. Um ligeiro desalinhamento dos fêmures pode criar essa confusão. Pelo leve girar dos quadris em relação ao fêmur, você pode centrar a articulação do quadril, aliviando a tensão nas virilhas e, mais adiante, liberando a energia do corpo. Coloque a mão direita atrás e a esquerda na frente. Não vire a partir de sua cabeça ou ombros, mas gire cuidadosamente movendo o lado interno da articulação direita do quadril em direção ao lado externo da articulação direita do quadril, criando um feitio de concavidade e uma sensação na virilha direita interna. Mantenha essa sensação o mais que puder e depois repita para o lado esquerdo.

Postura CompletaUpavistha Konasana

Estudantes mais flexíveis serão capazes de flexionar o tronco totalmente para a frente, completando a postura.

Como na Tadasana, a energia deve fluir para cima pela frente do tronco e para baixo nas costas, assim os estudantes extremamente flexíveis devem tomar cuidado para não trazer o cóccix para o alto em direção à região lombar. Nessa distorção a postura tão comum, a parte externa dos fêmures não ficam firmes no chão, assim quando a pélvis se flexiona para o chão, os músculos e os ossos da parte externa das coxas são arrastados para a frente com eles, e a parte posterior da espinha se contrai.

Finalmente, na postura completa, na extensão mais profunda, o queixo toca o chão. Para nossos propósitos, no entanto, será suficiente permitir que a testa fique tranquilamente no chão.

Variação da Postura

Podemos fazer uma variação da Upavistha Konasana, acrescentando à torção uma flexão do tronco para a frente, sobre a perna direita e depois sobre a esquerda.

Benefícios da Upavistha Konasana

Quando os ossos estão firmes e a respiração e a circulação movendo-se livremente, a mente se aquieta e fica imperturbável, e o nível seguinte, o Manomaya Kosha, pode ser ativado e refinado.

O Manomaya Kosha controla o sentido da percepção, e a pele é o maior órgão de percepção. A camada interna da pele comunica-se com os músculos e sistemas orgânicos interiores. A mente deve estar quieta e imperturbável para sentir os sinais sutis que lá se originam. A medida que há esse acordar da pele interna, a mente pode sentir qualquer variação sutil no que se refere a dureza ou embotamento das fibras musculares. Assim Manomaya Kosha completa uma curva de regeneração. Os ossos (annamaya kosha) se ajustam para aliviar os músculos, liberando a respiração e circulação (Pranamaya kosha) e aquietando a mente.

O Manomaya Kosha, nesse estado de quietude, pode sentir o cunho sutil da pele interior e a vibração das fibras musculares, que dá indícios de como ajustar os ossos com mais precisão, de maneira a aliviar a respiração, aquietar a mente, sentir melhor a pele, e assim por diante.

Em resumo, o Annamaya Kosha (ossos) o Pranamaya Kosha (respiração) e o Manomaya Kosha (atenção sensorial) poderão trabalhar juntos.

Agora a inteligência do Vijnanamaya Kosha pode, enfim, ser ativada e suportar a postura.

Clique e compartilhe: